Pílula contra asma versus bombinhas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrador   
Qua, 04 de Maio de 2011 22:23

Doença respiratória afeta 300 milhões de pessoas no mundo. (Foto: g1.com)

Um estudo da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, mostra que drogas em formato de pílula podem ser menos incômodas e tão eficientes quanto os inaladores para combater a asma. O trabalho foi divulgado na revista médica “New England Journal of Medicine” nesta quarta-feira (4).

A pesquisa contou com 650 pacientes com asma crônica, acompanhados durante dois anos. Durante esse tempo, os cientistas norte-americanos descobriram que as pílulas do remédio “Singulair” e “Accolate” controlaram a doença tão bem quanto as bombinhas com esteroides normalmente usadas por asmáticos.

Nas regras de prescrição para o combate da asma no Reino Unido, o uso de pílulas é apenas a terceira opção, ficando atrás das bombinhas, já que a comunidade científica julgava os inaladores melhores para o tratamento.

Segundo os responsáveis pelo estudo, as pílulas seriam úteis a 80% dos pacientes que apresentam dificuldades para usar as bombinhas ou que não queiram receber esteroides.

A asma é uma doença inflamatória que reduz ou obstrui as vias aéreas de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Os músculos dos brônquios dos pacientes ficam mais contraídos e o orifício pelo qual o ar chega aos pulmões é menor. Os sintomas mais comuns ao portador são: falta de ar, sensação de aperto e chiado no peito e tosse.

 

Fonte: g1.com.br, maio de 2011

Última atualização em Seg, 09 de Maio de 2011 11:41
 

Laboratório Bioclinico

Exames de Rotina